terça-feira, 13 de novembro de 2012

Fotos inéditas do momento inesquecível


Muito se fala sobre o Trash the Dress, ensaio de fotos normalmente feito após o casamento no qual as noivas "estragam" o vestido. A ideia é se jogar, de verdade! Vale mergulhar no mar, rolar na areia e até mesmo pintar o protagonista do grande dia. Mas uma novidade no mundo de casamentos tem feito a cabeça das noivas de plantão: o Cherish the Dress.

A modalidade teve início nos EUA com o fotógrafo Chris Hanley, que resolveu criar algo que, ao contrário do Trash, valorizasse o vestido e ressaltasse a elegância dos noivos. Glamourosos, os ensaios são feitos em ambientes fechados e requintados, como hotéis, spas, cafés e seguem um padrão de qualidade de luz nas fotos, sem abusar de flashs. A adesão foi imediata e Hanley fez escola.






No Brasil, o fotógrafo Lucas Lermen é pioneiro no segmento. "Quanto surgiu o tal do Trash the Dress, logo vi que seria uma moda passageira e desde então pensei em vincular outra marca à minha assinatura, diferente de tudo que estava sendo feito. Foi neste momento, em 2010, que conheci o Cherish the Dress e resolvi trazer a ideia para o Brasil. Me identifiquei com o conceito, pois podemos ousar a vontade, mas valorizando os trajes e as locações do casamento, sem esquecer que ainda existe um ritual por trás disso tudo e esse merece respeito", conta ele.


Optar pelo Trash ou pelo Cherish é uma decisão bastante pessoal, vai depender da personalidade do casal, mas o segundo tem algumas vantagens. Se o vestido for alugado, por exemplo, é bem provável que a loja não permita o Trash, mas o Cherish pode ser feito sem problema algum. Além disso, é a oportunidade de quem não teve cerimônia, alugar os trajes e fazer a sessão de fotos, uma lembrança inesquecível.

Os preços variam de R$ 2 mil a R$ 4 mil, dependendo do local onde será feito e do álbum escolhido. E aí, qual você prefere?


Fonte: Yahoo Mulher

Aproveitei o tema para postar umas fotos do Léo Drummond, fotógrafo aqui de Sete Lagoas, que tem um trabalho diferenciado e ímpar. As fotos dele conseguem transmitir uma leveza e a felicidade radiante do casal de uma forma indescritível. 

Vamos viajar em suas fotos...














.
Dá uma vontade de casar olhando essas fotos...

2 comentários:

Fê! disse...

Sarinha, gosto mesmo é de não ter limites para conseguir uma boa foto de um momento tão especial...!!! ;) Bjs

Sarah sarahkrammersader disse...

Isso é verdade Fê, nada como a liberdade para fazer fotos espontâneas e inesquecíveis.