sexta-feira, 12 de fevereiro de 2010

50 Razões para não casar com designer gráfico ou publicitário...

Designers e publicitários já tem uma reputação muitas vezes distorcida pela sociedade, então resolvi compilar essa lista para você que está pensando em casar com um Designer. Mas lembre-se, não desista casamento não um empreendimento. (é uma loucura) Segue a lista:
Há milhões e milhões de designers no mundo.
São egoístas e egócentricos.
Todos tem salários baixos.
Não aceitam críticas (recebem mas não as entendem).
Se odeiam entre sí.
Não sabem somar nem subtrair quando vão ao mercado.
Não sabem mudar uma lâmpada sem fazer um esboço
Gostam de ver os créditos completos do filme (e cenas cortadas).
Não deixam você decorar a sua casa.
Tudo é um grande brainstorm (tempestade de ideias).
Você nunca saberá se os documentos e credenciais são reais ou adulterados.
Fazem montagem com suas fotos.
Mantêm revista e qualquer coisa que tenha fotos no banheiro.
Idolatram pessoas totalmente desconhecidas (Bansky, Sagmeister, Basquiat, Paul Rand, etc.).
Tira fotos para seu diário todos os dias.
Acham que tudo pode ser resolvido com um Shape ou uma nova Layer.
Tudo é justificado a esquerda, direito e centro, pelo menos quando estão atrasados.
Todos odeiam a fonte “Comic Sans” (e amam Helvetica).
Tomam bebidas de qualquer espécie apenas porque gostam da embalagem.
Eles roubam placa da rua e orelhões telefonicos.
Roubam cartazes de shows e eventos e te fazem passar vergonha.
Amam ténis com cores estranhas e bizarras.
Usam all star com roupa social e acham o máximo (Cuidado ele pode usar isso no casamento).
Tem sempre marcas de tintas em suas mãos.
Eles ficam irritados com as palavras: bonito, feio e artista.
Eles precisam consultar o Pantone antes de se vestir para saber a combinação correta e para ter um contraste legal.
Eles odeiam Office (Word, Excel, PowerPoint, Publisher).
Acham que podem salvar o mundo com um cartaz bonito.
Eles sempre sabem tudo todo o tempo.
Gostam de músicas “Indie” (Aquela música que metade da humanidade nunca ouviu falar).
Criam suas piadas locais, e vão rir daquele video que você achou sem graça no Youtube.
Lêem livros raros, histórias para crianças e semiótica.
Eles gastam horas incontáveis em seus espaços, rindo sozinhos, com seu computador (geralmente Mac).
Sua vida social depende de seus amigos e outro designer.
A maioria são viciados em tecnologia todo o dinheiro da família na Apple Store.
Eles gostam de camisas com estampas e alguma brincadeira sobre algo atual ou muito retrô.
Todos tem suas lojas preferidas, que atendem o publico “Staile”.
Eles viram psicopatas quando você diz que design é apenas desenho.
Começam a rir sozinho quando pensam em como executar um job.
Fumam maconha!
Sempre dizem que podem superar o trabalho dos outros.
Todos já foram ou cogitarão ser DJs (pelo menos uma vez).
Costumam vender tudo que compram, livros, revistas, canetas, camisetas (cuidado você está a venda).
Todos tem personalidade geeks e infantis.
Gostam de desenhos americanos ou japoneses e passarão horas assistindo.
Gostam de mudar de cidade, estado país o tempo todo.
Trabalham retocando foto de modelos e olhando mulheres em grande parte do seu tempo.
Assistem documentários e vão a museus.
Fumam Camel porque acham a carteira bonitinha.
Tenha sempre um bom sonho, porque eles trabalham a noite.

2 comentários:

Sousa disse...

Sarah você acertou na mouche, palavra de um tal de sábio, notivago... afinal a que se deve essa sua sabedoria, será tambem ele reflexo d´artista ou apenas uma contestatária?

Palo Sosa

Well maciel disse...

Parem de publicar essas coisas, minha namorada não precisa ter certeza que está certa.
Ainda consigo sobrepor uma imagem na cabeça dela, claro que essa imagem tem um * pequeno que levam a letras miúdas.